Micropigmentação ou Microblading – Qual a diferença?

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Muitas pessoas confundem a micropigmentação com microblading, o que é normal, sendo que as duas técnicas possuem o mesmo objetivo: implantar pigmento na pele de forma que aparente no formato de fios. Mas os procedimentos em si são muito diferentes entre uma técnica e outra.

Seja para corrigir falhas ou dar mais expressividade ao olhar ou elevar a autoestima, a técnica de preenchimento das sobrancelhas vem cada vez mais ganhando espaço em os centros de estéticas e salões. E, com uma clientela exigente, as profissionais em design de sobrancelha buscam mais especializações e conhecimento para alavancarem seus negócios.

Mas em qual técnica eu devo me especializar?

Vamos explicar tudo para você sobre as principais diferenças entre os dois procedimentos:

Micropigmentação

O instrumento de trabalho é o dermógrafo. Um dispositivo em formato de caneta que contém uma ou mais agulhas. O dermógrafo é um aparelho elétrico, que emite uma vibração, exigindo da profissional um maior controle sobre o instrumento no momento da aplicação do pigmento.

Apesar de ser um processo mais complexo, a micropigmentação é praticamente indolor e com um tempo de cicatrização muito menor quando comparamos com a técnica de microblading.

Microblading

Já o microblading é uma técnica um pouco mais invasiva. É usado o tebori, um instrumento também em formato de caneta, porém com micro lâminas, que causam uma lesão maior na pele para o depósito do pigmento. Por ser um aparelho 100% manual, é você quem irá dosar a força de entrada do pigmento na pele.

É importante ressaltar que, por conta da incisão provocada pelo tebori ser maior, o corte na pele é feito de forma mais superficial para não provocar maiores danos a pele. Isso faz com que a durabilidade do microblading seja menor (de 6 meses a 1 ano) quando comparamos à micropigmentação (1 ano e meio a 2 anos).

As duas técnicas podem ser complementares, mas para você que está iniciando no universo da maquiagem semi-permanente, é muito importante ter uma bagagem de conhecimento e técnicas em tipos de peles diferentes.

Apesar de ter o aparelho com um custo mais elevado e ter uma complexidade maior em sua utilização, a micropigmentação, por ser menos invasiva, é uma ótima opção para quem deseja se especializar neste tipo de serviço.

Já o tebori, utilizado no microblading, é um instrumento mais fácil de manusear e mais barato, porém, o risco de causar uma lesão irreversível na cliente por uma profissional com pouca experiência é muito maior. Somente após um conhecimento em como funciona o pigmento na pele e experiência de campo utilizando as técnicas de maquiagem semi-permanente é que nós aconselhamos iniciar no universo do microblading.

Oferecer um serviço diferenciado às suas clientes coloca você à frente da concorrência. Ter uma ótima especialização pode agregar ainda mais valor ao seu negócio de design de sobrancelhas e te dar a oportunidade de expandir o seu trabalho.

Assine a nossa newsletter

Receba atualizações de notícias, artigos, lançamentos e etc.

Talvez seja de seu interesse também...

Diversos

O que são produtos não testados em animais?

Os animais ainda são usados para avaliar a segurança de cosméticos e produtos para cuidados pessoais. Estima-se que, anualmente, milhares de ratos, porquinhos-da-Índia e coelhos sofram

Piercing

Cuidados com o seu piercing

Dicas e cuidados com sua joia Evite colocar perfumes ou cremes quando estiver usando a joia. O uso desses produtos sobre a peça pode causar